“Bersani começa pelos imigrantes? Nós pelos padanos”, diz Maroni

Itália

alt“O ex-ministro se esquece de que, sem o trabalho dos imigrantes, seu querido Norte já estaria falido”, afirma Chaouki

“Os padanos antes de tudo”. A frase foi escrita pelo ex-ministro Roberto Maroni na rede social twitter há pucos dias, para reafirmar a prioridade de seu partido, a Liga Norte.

A afirmação é uma resposta às recentes declarações de Pierluigi Bersani, candidato a primeiro-ministro pelo PD, de que, caso seja eleito, a primeira medida de seu governo será reformar da lei de cidadania italiana para conceder a nacionalidade italiana aos filhos de imigrantes nascidos no país. “Bersani diz que seu governo vai começar por imigrantes? Eu começo pelos lombardos e pelas pessoas que estão sem emprego. Esta é a diferença. O norte [do país ] antes de tudo”, twittou o leguista.

"Maroni está tentanto recuperar a credibilidade perdida por ter recorrido várias vezes à estratégia alarmista de propagar o medo em relação aos imigrantes", disse o candidato a deputado pelo PD,  Khalid Chaouki.

"Maroni deveria temer os próprios aliados de seu partido, acusados de terem ligações com a máfia, além de outros crimes. Lembramos ainda ao ex-ministro que, sem o trabalho dos imigrantes, o seu querido Norte já estaria falido há muitos anos”, disse o candidato de origem marroquina.

"Na Lombardia, o trabalho dos imigrantes representa 23% do PIB regional e 11% do PIB nacional. Trata-se do fruto do trabalho de cinco milhões de pessoas, as quais devemos ter apenas gratidão e respeito. Maroni deveria se interessar dos vários políticos como Calderoli e Bricolo, envolvidos em casos de reembolsos pouco transparentes e evitar a demagogia contra a imigração", disse Chaouki.