Vereador leghista é condenado por ódio racial

Imigração

altFrase contra imigrantes foi publicada no Facebook

O vereador  leghista Mauro Aicardi, da cidade de Albenga, na Ligúria, foi condenado a oito meses de prisão por divulgação de mensagem racista na internet.

O caso ocorreu há pouco mais de um ano, quando Aicardi, participando de um grupo de discussão do Facebook, comentou a notícia de que um cidadão marroquino havia sido assaltado por um compatriota. O comentário do vereador foi “Servono i forni” (“é preciso jogá-los ao forno”,  numa tradução aproximada). Ao levantar críticas e ataques de outros usuários, o leghista cancelou a afirmação racista de sua página e pediu desculpas. “Foi uma brincadeira de péssimo mau gosto, fruto da minha exasperação. Não tinha intenção racista ou discriminatória”, disse o vereador, que não renunciou ao cargo.

O Ministério Público de Savona, no entanto, deu inicío a uma investigação por “instigação ao ódio racial”. A sentença , proferida há poucos dias, condenou Aicardi a oito meses de dentenção, mas a pena foi suspensa graças à concessão da liberdade condicional. O vereador não comentou a decisão judicial.

“Esperamos que com esta sentença, o vereador Aicardi faça um gesto de dignidade e deixe o ‘Consiglio Comunale’, que deve ser uma exemplo de decoro das instituiçoes públicas”, afirmam os representantes da  “Associazione Nazionale Partigiani d'Italia” na cidade de Albenga.